Flordelis tinha objetos para rituais de magia negra em casa, diz testemunha

Uma das testemunhas ouvidas na última sexta-feira durante o processo no qual a deputada Flordelis dos Santos é ré pela morte do marido, afirmou que a parlamentar tinha objetos usados para rituais de magia negra em casa. De acordo com a empresária Regiane Ramos, Flordelis determinou que um de seus filhos, Carlos Ubiraci, retirasse uma mala com o material da residência após o assassinato do pastor Anderson do Carmo. Atualmente, Carlos está preso, também acusado de envolvimento no crime.

Regiane afirmou ainda que os rituais aconteciam no quarto de orações, na residência da família em Pendotiba, Niterói, e nem todos os integrantes da casa tinham autorização para entrar no cômodo.

– Só algumas pessoas podiam entrar nesses rituais. São (rituais) para acabar casamento, fazer as pessoas ficarem cada vez mais grudadas a ela. Eles não são evangélicos – afirmou a testemunha, complementando que a religião evangélica foi a escolhida por Flordelis porque “era a que dava dinheiro”.

Flordelis é pastora evangélica e tem sua própria igreja há mais de 20 anos. Um dos filhos afetivos da deputada, Wagner de Andrade Pimenta, conhecido como Misael, também mencionou o quarto de orações da casa e alguns rituais que aconteciam nele. Para Misael, os rituais presenciados por ele não eram normais no meio evangélico.

– Ela pegava nomes de pessoas que queria que se aproximassem da família e fazia a preparação. Tinha mel, açúcar e alguidar. Havia orações, pedidos para Deus, mas aquilo não era normal no meio evangélico – explicou Misael, detalhando que os rituais ocorriam desde a época em que a família morava na favela do Jacarezinho, na Zona Norte.

Durante o inquérito policial, um homem que já morou na casa de Flordelis também afirmou aos investigadores não acreditar que Flordelis seja evangélica. A testemunha disse aos policiais que a percepção que tem atualmente é de que, na realidade, Flordelis e sua família participam de uma seita, que tem aparência de congregação religiosa, mas que em nada tem relação com “aquilo escrito na Bíblia”. A testemunha afirmou ter certeza de que “as práticas dessa família são de envolver e manipular psicologicamente as pessoas mais próximas de forma sutil”.

Flordelis é ré, acusada de ser a mandante do marido, o pastor Anderson do Carmo, assassinado em junho do ano passado. Além dela, outros sete filhos e uma neta são acusados de envolvimento no crime. Na próxima sexta-feira, será realizada a terceira audiência do processo, no fórum de Niterói. Serão ouvidas as últimas testemunhas de acusação do caso.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.

Fonte: Yahoo Notícias

 

Reeleição inconstitucional de Alcolumbre e Maia: “É o STF querendo proteger interesses”

Em pronunciamento hoje, em sessão virtual do Senado, Eduardo Girão (Podemos) fez um apelo para que a sociedade pressione contra a reeleição de Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia.

O julgamento de uma ação do PTB que questiona essa possibilidade está marcado para começar, no plenário virtual do Supremo, na próxima sexta-feira (04),

Para Girão, o assunto nem sequer deveria ser discutido, uma vez que a Constituição é claríssima ao impedir a recondução na mesma legislatura.

Se ministros do STF votarem favoravelmente à possibilidade de reeleição dos atuais presidentes do Senado e da Câmara, a democracia será enfraquecida, no entender do senador cearense.

“Ainda mais, com as demandas da sociedade que esses dois presidentes têm engavetado sistematicamente. Por quê? Para mim, é um poder protegendo o outro. Então o Senado, que deveria investigar alguns ministros do Supremo, não investiga. E também o Supremo, que deveria investigar alguns senadores, não investiga, por causa do famigerado projeto que acaba com o foro privilegiado, que está parado na Câmara dos Deputados.”

O Antagonista                                                                                        

 

Justiça condena governo Flavio Dino a cumprir a progressão dos servidores públicos

A 6º Vara da Fazenda Pública condenou o Estado do Maranhão a cumprir a Progressão por Tempo de Exercício no Cargo como determina a Lei 9.664/2012 (Plano Geral de Carreiras e Cargos – PGCE). O Governo do Estado não estava progredindo os servidores e, por isso, o SINTSEP entrou, no ano passado, com uma ação na Justiça para duas servidoras, tendo sentença favorável e sem recurso do Estado. O processo já transitou em julgado.

A Progressão é a evolução do servidor dentro da tabela remuneratória, no mesmo cargo, dentro da mesma classe, levando-se em consideração o tempo de exercício no cargo e a qualificação profissional. De acordo com o PGCE, a progressão do servidor efetivo deverá ocorrer, automaticamente, a cada dois anos, e independe de requerimento.

O SINTSEP segue atento para que os direitos dos servidores efetivos sejam cumpridos e assim vem lutando contra o autoritarismo bastante implacável no desrespeito aos funcionários públicos. Uma coisa é certa, Flavio Dino vai passar para a história como o pior do governador do Maranhão, não apenas pelos servidores públicos, mas como o grande semeador da fome, da miséria, da exclusão social com a extrema pobreza, que atinge mais da metade da população do Maranhão.

Para Cleinaldo Bil, presidente do SINTSEP, a assessoria jurídica da entidade vem trabalhando em outras ações, que infelizmente estão sendo postergadas pelo governador Flavio Dino na justiça.

Fonte: SINTSEP Notícias

 

Duarte Jr pede pinico ao professor Flavio Dino que vai tirar o aluno da Assembleia

O governador Flavio Dino, que também teve participação efetiva na campanha de Duarte Junior no segundo turno, reconhece que ela foi marcada pelas mentiras do professor e do aluno. Ela foi tão criminosa, que chegou a forjar documentos falsos, em que o Ministério Público Federal e a Justiça Federal tiveram os seus nomes usados abertamente sem qualquer questionamento e o candidato Duarte Junior chegou a dizer que tinha informações de inquéritos sigilosos, que não aparecem em certidões. Não se sabe como foi feita a negociação para o jornal a Folha de São Paulo publicar fakes news para agredir a dignidade e a honra de adversários.

A campanha deles foi rasteira, agressiva e movida pelo ódio da destruição e a sujeira sendo a marca principal para tentar mudar a vontade popular. Conheço muita gente que passou a apoiar Eduardo Braide, inicialmente pelo apoio aberto de Flavio Dino e depois se tornou cabo eleitoral do prefeito eleito, diante das sujeiras e as agressões dirigidas aos seus familiares, que  mesmo diante de todo tipo de baixaria,  manteve-se sereno e respondia com propostas.

No primeiro turno, o irresponsável Duarte Junior, agrediu Rubens Junior, Yglésio Moyses e Neto Evangelista, de maneira rasteira e covarde, uma das suas armas principais.

A mentira tão decantada na campanha com intuito de enganar a população, não contaminou a maioria das pessoas e o resultado é até na véspera das eleições tentaram arrumar uma pesquisa para dar empate técnico para alguma ação criminosa.

A compra de votos foi muito grande, mas com as ações da Polícia Federal e do Exército, centenas foram abortadas e o Ministério Público Federal tem casos de inquéritos com indiciados por compra de votos.

            Pediu pinico para o professor

Sabendo das suas limitações e sem bagagem de conhecimentos para debates e temendo levar outros corretivos morais, como já aconteceu, o que lhes foi aplicado pelo deputado César Pires, quando ele foi flagrado querendo furtar projetos leis de outros parlamentares, como o caso do RG+ do extinto deputado José Gentil, além de casos em que ele tentou se apropriar de outros, inclusive de Neto Evangelista e do ex-deputado Carlos Amorim.

Duarte Jr procurou o professor Flavio Dino e fez o sério apelo para ocupar um cargo no executivo, uma vez que teme ser desmoralizado pelos deputados Neto Evangelista, Yglésio Moyses e César Pires. Ele como não tem competência para debater com nenhum deles e se por acaso tentar será desmoralização, teme se tornar toalha. Ao que tudo indica, o professor deve levar o aluno para bem mais próximo dele, uma vez que ele pode ser útil na crise política que começa a ser desenhada, depois das derrotas humilhantes nas eleições municipais em que o todo poderoso Flavio Dino, que começa a ver o barco naufragando e falar mansinho.

 

 

 

 

Colégio de Seccionais da OAB aprova paridade de gênero na eleição de 2021

O colégio de presidentes de seccionais da OAB aprovou nesta terça-feira (1º/12) uma reivindicação simbólica para a classe: a proposta de paridade feminina nas eleições do órgão.

A votação foi por maioria. Empatada, coube ao presidente do Conselho Federal, Felipe Santa Cruz, dar o voto de minerva que desempatou a favor da paridade já nas eleições de 2021. A ideia é que as mulheres ocupem 50% dos cargos de comando. Agora a questão será julgada no Conselho Federal da OAB no dia 14 de dezembro. Veja como votaram os presidentes:

         A favor da paridade já nas eleições de 2021: BA, DF, MG, PA, PE, PB, PI, PR, RJ, RS, RO, SP, MS.

          A favor da paridade após plebiscito: AC, AL, AM, CE, ES, MA, RN, SC, RR, SE, TO, MT, AP.

Atualmente, nenhuma mulher ocupa o cargo de presidente de seccional. A presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Daniela Borges, que trata do tema no Conselho Federal, lembra que as mulheres já correspondem à metade dos profissionais inscritos na OAB.

Em 2018, entidades de mulheres advogadas já haviam pedido para que o Conselho Federal da Ordem aplicasse nas eleições daquele ano a regra de que as chapas devem ter, no mínimo, 30%, e no máximo, 70% de candidatos de cada sexo.

A norma foi aprovada naquele ano, mas só valerá a partir de 2021. Ela se aplicará aos cargos de diretoria do Conselho Seccional, de conselheiros seccionais, de conselheiros federais e de diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados.

Segundo Valentina Jungmann, conselheira de Goiás que dá nome ao projeto, é necessária a adoção de mecanismos que viabilizem uma maior e mais efetiva participação de advogadas: “Sem dúvida, a representação numérica igualitária e paritária torna os espaços políticos mais democráticos, harmonizando as diferenças”.

Afinal, “mesmo representando quase metade dos inscritos na OAB, não ocupamos sequer 30% dos cargos de direção e de decisão do Sistema OAB”.

A proposição conta com o apoio da União das Mulheres Advogadas (UMA), que representa 300 advogadas das mais diversas áreas do Direito.

Fonte: CONJUR

 

Fiocruz aponta o aumento de casos da Covid-19 no Brasil

Documento revela ainda grandes desigualdades entre as regiões e forte concentração de recursos voltados para o setor de saúde privada em relação ao SUS.  O Brasil está vivendo um aumento no número de novos casos e mortes de pessoas contaminadas pela Covid-19 em alguns estados e municípios ao longo das últimas semanas. Isso é o que revela o novo Boletim Observatório Fiocruz Covid-19, que mostra a taxa de incidência, que já se encontrava em níveis altos por todo o País, mas agora voltou a subir.

Esse boletim é realizado por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Fiocruz, com objetivo de estudar a Covid-19 em suas diferentes áreas. O documento é divulgado a cada quinze dias pela instituição, apresentando um panorama geral do cenário epidemiológico da doença com destaque para indicadores como a taxa de ocupação de leitos e dados de hospitalização e óbitos por Síndrome Respiratória Aguda (SRAG), que incluem casos severos da Covid-19.

De acordo com o documento, o diagnóstico inicial da capacidade instalada no País para o atendimento de pacientes graves da Covid-19 revelou grandes desigualdades entre as regiões e forte concentração de recursos voltados para o setor de saúde suplementar em áreas específicas, com grande diferença entre a disponibilidade de leitos de UTI para atender os 75% de cidadãos brasileiros dependentes do SUS e os 25% portadores de planos de saúde.

Esse cenário tem causado impacto na ocupação de leitos de UTI para o tratamento do coronavírus, como exemplifica o subsecretário de Vigilância em Saúde do Espírito Santo, Luiz Carlos Reblin. “Estamos vivenciando o que aconteceu no começo da pandemia. O aumento de casos na região metropolitana deverá firmar um pequeno platô nas próximas semanas e depois segue para uma queda. Paralelo a isso, vai iniciar, também nesse período, um aumento de casos no interior. Isso vai fazer com que tenhamos uma concomitância ainda de casos altos na grande Vitória e o aumento de casos no interior. Isso, para nós, traz uma pressão no sistema assistencial”, disse.

De acordo com Luiz Carlos, o Espírito Santo vai passar por esse quadro “muito bem, pois nós planejamos a quantidade de leitos de UTI, chegando a 715 no auge da pandemia – que foi o estimado para atender com segurança nossos pacientes. Mas se houver um aumento de casos para além do que tivemos no começo da pandemia, o estado pode chegar a 800 leitos” afirmou.

Apesar dessas informações, os pesquisadores do Observatório sugerem cautela quanto a afirmar que o Brasil vive uma “segunda onda” da pandemia, sendo que o cenário epidemiológico deve ser monitorado. A recomendação é a de tomar todas as medidas de proteção, como também orienta a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Segundo consultor da área de saúde da CNM, Denilson Magalhães, a entidade tem norteado aos gestores municipais que avaliem como a doença tem se comportado pela região para elaborar medidas efetivas na prevenção à Covid-19. Com isso, é necessário observar.

“O que a CNM tem feito, e mantém suas atividades nesse sentido, é orientar que cada gestor desenvolva todas as atividades para monitoramento e identificação dos casos, principalmente, as ações de prevenção da transmissão do coronavírus. Cabe a cada gestor local avaliar a sua situação epidemiológica e definir quais as melhores medidas adotar para ter o controle da pandemia no seu município”, informou Magalhães.

Para a CNM, neste momento, a prevenção e as normas de segurança devem ser prioridade como no início da pandemia. Caso seja necessário, os gestores municipais podem receber auxílio da Confederação com informações e orientações, como a de encaminhar pacientes para a Atenção Primária à Saúde que é a porta de entrada da população ao Sistema Único de Saúde (SUS), como um “postinho de saúde” perto da sua casa.

Brasil 61

 

Partidos políticos divulgam “Carta à Nação” contra a reeleição de Alcolumbre e Maia

Diversos partidos políticos subscreveram nesta terça-feira (1º) uma “Carta à Nação e ao STF” contra a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, e em defesa da Constituição, que é expressamente contrária à medida.

Assinam a carta: PP, PL, PSD, Avante, Patriota, Solidariedade, PSC, PSB, Rede e Cidadania.

O STF, que deveria ser o guardião da Constituição, parece estar na iminência de declarar que a nossa Constituição é inconstitucional.Tal fato será uma aberração inaceitável, caso realmente venha a acontecer.

Eis a carta:

“Os partidos abaixo assinados representantes das mais diversas tendências políticas e ideológicas, manifestam com  profunda preocupação quanto ao julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI n° 6524, previsto para ocorrer nesta semana em plenário virtual do Supremo Tribunal Federal.

O que está em jogo neste julgamento é a reafirmação da construção histórica do constitucionalismo brasileiro baseado no postulado do republicanismo, da alternância do poder parlamentar e da proibição da perpetuação personalista e individualizada do controle administrativo e funcional das Casas Legislativas.

O sistema democrático e representativo brasileiro não comporta a ditadura ou o coronelismo parlamentar. A vedação à recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subsequente nas Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal (art. 57, §4°, da Constituição Federal) é a solução constitucional mais adequada para se evitar a perenização e engessamento das posições de liderança no Congresso Nacional, assim como também ocorre nas mesas diretoras do Poder Judiciário.

Destaca-se, ainda, que a discussão da própria manutenção do instrumento da reeleição no âmbito do Poder Executivo também faz parte da agenda da sociedade brasileira, inclusive sendo considerado por muitos críticos um dos fatores mais relevantes para as mazelas institucionais de nosso país constatadas desde a sua autorização em 1997 (EC n° 16).

Um Congresso Nacional forte é aquele que respeita os ideais da temporalidade dos mandatos e do revezamento da direção das duas respectivas Casas. Mudar este curso histórico, fere o princípio constitucional de vedação ao retrocesso democrático e se constitui em um casuísmo tamanho que não combina com a tradição do Supremo Tribunal Federal, guardião dos princípios da República Federativa do Brasil e sempre atento à harmonia e ao equilíbrio institucional contra atitudes individualistas de extrapolação e excessos do exercício do poder”.

 Jornal da Cidade Online

 

O governo avisou e agora a ONU confirma o caos pós-pandemia

Pensaram muito na “ciência” como solução para o combate ao vírus chinês, mas esqueceram que esta mesma palavra se aplica a outras áreas da vida do seres-humanos. “ciência econômica”, “ciência social”, “ciência política”… ciência do bom-senso e do respeito aos direitos de todos e não apenas à vontade de poucos que se julgam donos da verdade.

E eis que nesta terça (01) a Organização das Nações Unidas (ONU) apresenta um estudo confirmando o um caos pós-pandemia em 2021, onde os maiores afetados serão justamente os que jamais tiveram opção de escolher e determinar o que seria melhor para a sociedade.

Confiram abaixo, nas palavras da ONU, o resultado das decisões de doutores arrogantes de todas as áreas, políticos hipócritas (com perdão da redundância), jornalistas ideologizados pela esquerda e os que torcem para “quanto pior melhor” para ter a chance de voltar ao poder.

… “A covid-19 desencadeou a recessão global mais profunda desde a década de 1930”, indicou o informe. “A pobreza extrema aumentou pela primeira vez em 22 anos, e o desemprego aumentou dramaticamente. As mulheres e os jovens entre os 15 e os 29 anos que trabalham no setor informal estão sendo os mais atingidos … ONU

… “A covid-19 desencadeou a recessão global mais profunda desde a década de 1930”, indicou o informe. “A pobreza extrema aumentou pela primeira vez em 22 anos, e o desemprego aumentou dramaticamente. As mulheres e os jovens entre os 15 e os 29 anos que trabalham no setor informal estão sendo os mais atingidos. O fechamento das escolas afetou 91 por cento dos estudantes em todo o mundo”… – ONU

… “O impacto generalizado das economias deprimidas conduzirá a mais migração, insegurança alimentar e preocupações de saúde e proteção no meio de elevadas vulnerabilidades a riscos naturais, redes de segurança governamentais em tensão e potenciais agravamentos de tensões sócio-políticas profundamente enraizadas”… ONU

… “Os orçamentos para a ajuda humanitária enfrentam déficits terríveis à medida que o impacto da pandemia global continua a agravar-se”… ONU

… “Até ao final de 2020, o número de pessoas em situação de insegurança alimentar aguda poderá ser de 270 milhões”… “Os impactos da pandemia e das alterações climáticas estão afetando seriamente os sistemas alimentares em todo o mundo”… ONU

… “Estima-se que haja 51 milhões de deslocados internos novos e existentes, e o número de refugiados duplicou para 20 milhões”…ONU

… O fechamento das escolas afetou 91 por cento dos estudantes em todo o mundo”… ONU

… “No próximo ano, precisaremos de US$ 35 bilhões de dólares para evitar a fome, combater a pobreza e manter as crianças vacinadas e na escola”… ONU

Estão chocados com as afirmações?

Pois para completar, segundo o presidente da entidade, Antônio Guterres, ainda que se confirme a plena recuperação econômica já em curso e ratificada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e pelo Banco Mundial, o cenário acima será uma realidade com a qual teremos que conviver em 2021.

Com a palavra os defensores do fique em casa, sem qualquer estratégia ou alternativa!

Sentimos pelos que se foram, não só por complicações causadas pela COVID-19, mas por tantas outras doenças que continuam assolando a humanidade diariamente e há décadas. Sentimos pelos milhões de mortos pela fome, as guerras, a miséria, a violência e tantos outros motivos, os quais nunca conseguimos controlar.

Mas vale a reflexão sobre qual foi a real “ciência” que nos empurraram goela abaixo! E continuam empurrando!

Jair Bolsonaro avisou a “turminha do fique em casa” que isso aconteceria, mas foi inúmeras vezes ignorado, atacado, ironizado.

Uélson Kalinovski – Jornalista

 

Movimento de advogados impetra ação popular contra o TSE e pede a anulação da eleição

Sensível aos últimos acontecimentos envolvendo o pleito eleitoral de 2020, o Movimento Advogados do Brasil (MABr) ajuizou uma ação popular com três objetivos concretos: defender a moralidade pública, o respeito às leis e evitar o prejuízo ao erário.

A petição foi assinada por 7 coordenadores nacionais do movimento, e contou com o apoio de mais de 500 advogados que assinam como apoiadores.

A fundamentação se baseou nas informações divulgadas pela imprensa, bem como análise de pareceres e de contrato celebrado com uma grande empresa de tecnologia, responsável pelo fornecimento do “supercomputador”, que deixou falhando no pleito ocorrido em 15 de novembro.

Após análise do contrato celebrado entre o TSE e a ORACLE, com questionável dispensa de licitação, o MABr chegou a conclusão de que poderá haver um prejuízo ao erário em aproximadamente 18 milhões de reais, por falta de utilização dos serviços durante os 48 meses de duração do contrato.

Além disso, talvez o tema mais grave abordado, foi a violação legal, com a usurpação de competência pelo TSE, via edição de resolução, que claramente afrontou o Art. 158 do Código Eleitoral, que prevê a apuração dos votos em eleições municipais pelas Juntas Eleitorais. Ou seja, a apuração de eleições municipais é exclusiva das Juntas Eleitorais, órgão transitório da Justiça Eleitoral constituído 60 dias antes da eleição e nomeados pelo presidente dos Tribunais Regionais Eleitorais de cada estado.

De acordo com o Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965), cabe às juntas eleitorais APURAR e TOTALIZAR os votos, proclamando o resultado das eleições do município no prazo de dez dias.

Ou seja, ao centralizar a apuração e totalização de votos, o TSE violou o Código Eleitoral.

Assim, diante das irregularidades apresentadas, o MOVIMENTO ADVOGADOS DO BRASIL requereu a anulação do pleito eleitoral de 2020, com redesignação de outra data para novas eleições, em razão da ofensa à legalidade prevista no Código Eleitoral.

A AÇÃO POPULAR foi ajuizada nesta segunda-feira (30/11), recebeu o número APop 1067164-81.2020.4.01.3400, sendo distribuída ao juiz titular da 6ª Vara Federal Cível do Distrito Federal.

Jornal da Cidade Online     

Violência covarde de PMs armados contra cidadãos em Rosário revolta o governador Flavio Dino

Qualquer cidadão que assistiu, um vídeo que está viralizando nas redes sociais, de agressão covarde praticada por policiais militares truculentos e com armas de grosso calibre, no município de Rosário, não tem como não se indignar. A Polícia Militar que tem a responsabilidade de garantir e ordem, não pode se constituir em referências cada vez mais e com maior intensidade, em práticas criminosas contra cidadãos a quem deveriam proteger.

Felizmente, é uma pequena parte da instituição com desvios de comportamentos e caráter e que precisam ser banidas o quanto antes, lembrando o adágio popular: Uma laranja podre em um milheiro da fruta, ela destrói todas.

A agressão ocorreu quando uma viatura militar foi a um local atendendo denúncias de som desproporcional ao horário permitido. Três militares com armas de grosso calibre foram ao local e inesperadamente eles começaram a agredir covardemente as pessoas que estavam no bar e que não estavam envolvidos em qualquer problema. Os militares deram tapas em clientes, chutaram mesas e um rapaz que estava filmando toda truculência, foi baleado covardemente.

As vítimas teriam denunciado o fato ao Batalhão da PM em Rosário, mas não levaram a sério, o que tem sido uma realidade em fatos vergonhosos contra PMs violentos, o que precisa ser apurado. O corporativismo protetor estimula violência e coloca em risco mais vidas de cidadãos, são fatos lamentáveis. Neste caso, pelo menos tudo deve ser apurado com a devida responsabilização de todos os envolvidos.

O vídeo que mostra a covardia truculenta dos policiais militares foi feito pelas câmeras de um prédio das proximidades do local e encaminhado ao advogado Diogo Cabral, da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, que o colocou nas redes sociais, gerando uma grande indignação pelas armas de grosso calibre, as agressões em todos os níveis. Pelo visto ninguém no local reclamou nada, pois com certeza teria sido morto.

O governador Flavio Dino ao verificar tamanha violência covarde contra cidadãos, que em momento algum cometeram qualquer violação, tomou a iniciativa de mandar afastar todos os militares envolvidos. A decisão do governador foi altamente acertada e mereceu o reconhecimento público, mas necessário se torna a prisão disciplinar de todos os militares envolvidos e a instauração de procedimentos para que sejam expulsos da corporação, são as laranjas podres que precisam ser extirpadas.

A Defensoria Pública precisa dar importante apoio as vítimas e o Ministério Público fiscalizar os procedimentos que serão adotados pela Policia Militar. Por outro lado, o Comando Geral da Polícia Militar tem o dever de pedir desculpas a sociedade e a todas as vítimas. A Polícia Militar do Maranhão é uma instituição maior do que todos nós e como tal deve ser respeitada e não pode jamais conviver com elementos que tentam denegrir a sua imagem pública.