Vereador Estevão Aragão voltou a fazer mais denúncias de corrupção em órgãos da prefeitura de São Luís

O vereador Estevão Aragão voltou a fazer mais denúncias de corrupção em órgãos da prefeitura de São Luís, destacando que as deficiências vergonhosas apresentadas nas diversas áreas da administração pública são decorrentes do dinheiro que vem sendo desviado através de obras superfaturadas e inúmeras sem as necessárias qualidades e que não são fiscalizadas. Estevão Aragão lamentou profundamente, que os órgãos de controle municipais, estaduais e federais simplesmente se omitem de exercer as suas responsabilidades.

Aqui na Câmara Municipal, a bancada de sustentação das práticas ilícitas da administração municipal barra toda e qualquer tentativa que sejam feitas para as devidas investigações para que a população venha a tomar conhecimento do rumo que é dado para os recursos públicos, fazendo observações sérias sobre o submundo dos negócios ilícitos na Semosp

O vereador também deu destaque aos casos que vieram a público de laranjas sendo utilizados para desvio de milhões de reais dos cofres públicos. Infelizmente, se tem a impressão de que em São Luís não existe Ministério Público e Procuradoria Geral de Justiça. Os casos vêm assumindo proporções tão sérias, que vários vereadores da bancada do prefeito, não estão querendo defende-lo, diante das inúmeras e constantes denúncias feitas em plenário pela oposição, que apesar de ser bem pequena, mas muito atuante e bem informada.

Para a próxima semana estão previstas mais denúncias que virão por outros vereadores, o que causa muita preocupação ao Palácio La Ravardiére, não pelas possíveis investigações, que naturalmente devem estar sob controle, mas pela repercussão perante a opinião pública. À semana passada, quando o vereador Estevão Aragão iniciou denúncias contra o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o líder do governo, o vereador Pavão Filho, habilmente se retirou do plenário e ninguém defende o dirigente municipal.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *