Presidente Nacional da CPT manifesta-se contra a violência em Codó

velhoO bispo Dom Enemézio Lazzaris, presidente nacional da Comissão Pastoral da Terra, durante reunião do episcopado realizado em São Luís, ao apreciar as denúncias do bispo Dom Sebastião Bandeira, da Diocese de Coroatá, disse que a perseguição imposta aos trabalhadores rurais e posseiros do município de Codó, ocorre por favorecimento de instituições dos poderes públicos federal, estadual e municipal. Dom Sebastião Bandeira relatou que um deputado, o prefeito e empresários se unem e exercem o controle das policias militar e civil para fazer pressão contra famílias humildes. Os assassinatos praticados estão na impunidade e até Igrejas Católicas já foram incendiadas. A esperança está na chegada do novo governo, antes que muito mais sangue seja derramado, afirmou o bispo defensor dos direitos e da dignidade do Povo de Deus de Codó.

Dom Enemézio Lazzaris defendeu a união de esforços com a Fetaema e outras entidades de defesa dos direitos humanos junto ao novo governo para primeiramente o restabelecimento  da paz e em seguida um trabalho em que as instituições públicas estejam a serviço do respeito aos direitos de posseiros, principalmente os sofridos quilombolas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *