PGR arquiva pedido de afastamento de Bolsonaro no STF por deputado do PT

                                                        Augusto Aras e Marco Aurélio Mello

O procurador-geral da República Augusto Aras, arquivou nesta terça-feira, 31, a notícia-crime protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo deputado federal, Reginaldo Lopes (PT-MG), que pedia o afastamento do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

A notícia-crime foi enviada a PGR pelo ministro Marco Aurélio Mello.

A decisão de Aras foi categórica:

“Não há embasamento jurídico que endosse de forma alguma a notícia-crime e o pedido de afastamento ou até mesmo uma possível perda de mandato do presidente Jair Bolsonaro”.

Notícia-crime trata-se de um artifício utilizado para alertar uma autoridade, podendo ser da Segurança Pública ou até do Ministério Público, a respeito da ocorrência de algum crime ou ato ilícito.

A petição do parlamentar petista pretendia que o Ministério Público acusasse o presidente Bolsonaro por – segundo o deputado – colocar em risco a saúde dos brasileiros em seu pronunciamento na última semana sobre a pandemia de coronavírus.

Mais uma tentativa foi em vão.

Novamente os argumentos golpistas do PT contra o presidente da República, caíram por terra.

Jornal da Cidade Online

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *