PF prende primo de Alcolumbre por suspeita de narcotráfico no Amapá

Investigações apontam que autódromo de Isaac Alcolumbre servia de ponto operacional para transporte das drogas através de aeronaves e foi apreendido muito dinheiro

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta quarta-feira (20), o ex-deputado estadual Isaac Alcolumbre por suspeita de participação em tráfico internacional de drogas. O primo do ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre foi pego pelos agentes com uma grande quantidade de dinheiro no Amapá.

De acordo com as investigações da Operação Vikare, o estado era um ponto logístico da quadrilha para o transporte das drogas. O autódromo em Macapá, de propriedade de Isaac, seria um ponto de abastecimento e manutenção das aeronaves que carregavam os entorpecentes.

A grande operação cumpre 73 mandados judiciais, sendo 24 de prisão e 49 de busca e apreensão. Além do Amapá, a a operação também trabalha em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Pará, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Ceará e Piauí.

Os investigados podem responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro. As penas combinadas podem chegar a 51 anos de prisão.

Diário do Poder

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *