Nesta quarta-feira, 1058 presos terão saída temporária para o Natal em Família

A partir das 09 horas desta quarta-feira (23), por determinação da justiça através da Vara das Execuções Penais, 1058 presos do semiaberto serão beneficiados com a liberdade temporária para passar o Natal em Família. Todos são beneficiados, passaram por seleção atestadas pelo Sistema Penitenciário e o Ministério Público, informando que todos eles, além de se enquadrarem dentro das normas estabelecidas pela Lei das Execuções Penais, também assinaram termo de responsabilização sobre as regras a serem obedecidas durante o período da liberdade temporária.

Primeiramente sabem que a finalidade maior da saída é para refletirem o sentido do natal com a família e começarem a se organizar quanto a vida familiar, quando deixarem a prisão. É terminantemente proibido participarem de festas, apenas da celebração em casa, sem bebidas e aglomerações. Observação importante é que terão que usar máscaras e higienização com álcool gel e outros cuidados para evitar possíveis contaminações com a covid-19 e cumprir rigorosamente o retorno às suas unidades prisionais até o dia 29 no máximo às 18 horas.

Mesmo diante de todas as observações importantes para a concessão da liberdade temporária, uma média de 5% decide não retornar e por determinação própria ficam para o réveillon e emendam com o carnaval e passam a ser considerados como fugitivos. Existem também outros, que por conta própria, decidem retomar o exercício profissional da criminalidade e acabam sendo flagrados em ações dolosas e se complicam ainda mais retornando ao presídio com a perda de regalias e direitos. De acordo com o Sistema Prisional, o Maranhão é um dos Estados com o menor percentual de presos que não retornam, como se isso seja considerado como ponto positivo, quando também é por falhas na questão da seleção e dos atestados, principalmente na questão comportamental em que os sinais são bem evidentes.

Para a sociedade, o número acentuado de presos beneficiados com liberdades temporárias, em período em que a violência toma proporções bem acentuadas, principalmente em São Luís, causa muito medo e há registros em situações anteriores, em que até assassinatos foram registrados. A verdade é que cada cidadão, cada família, independente dos presos da saída temporária, tenham os cuidados necessárias com a própria segurança, uma vez que grande parte das vítimas de violência são por facilidades criadas por

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *