Mais de 800 presos são liberados pela justiça para passar o Dia dos Pais em família

A liberação de presos em datas específicas para passarem uma semana com a família, para a justiça é uma medida humanitária, aplicada dentro do contexto da Lei da Execução Penal nº 7.210 de 1984. Diante do emanado da lei, o juiz Francisco Soares Reis, da Vara das Execuções Penais autorizou a saída temporária de 812 presos, que desde ontem (04) deixaram várias unidades prisionais com retorno previsto para o dia (10).

A recomendação principal é que todos devem passar o dia dos pais em família. Uma questão muito séria e que tem sido bem observada dentro das ações preventivas a pandemia, reside se todos os presos foram submetidos a testes, uma vez que vão conviver o período com as suas famílias. Se não levam a doença, podem trazer para as unidades prisionais, daí é que também não se sabe, se os que retornam são submetidos a testagens, mesmo que já tenham sidos vacinados.

Uma média de 5% dos que são beneficiados com a saída temporária não retornam, decidindo estender a liberdade por conta própria e inúmeros decidem utilizar o período para fazerem reciclagem no mundo do crime e acabam sendo flagrados e presos e outros assumem de imediato a condição fugitivos.

Toda vez em que há saídas temporárias de presos, um forte sentimento de medo com muita apreensão é sentido em vários segmentos sociais, mas como se trata de lei e avaliada como humanitária, resta a população ter os devidos cuidados quanto a integridade das suas famílias e dos seus patrimônios.

Fonte: AFD

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *