Maioria de 12 deputados federais maranhenses votou a favor da PEC do Auxílio Brasil

A maioria dos deputados federais do Maranhão votou no segundo turno pela aprovação da PEC do Auxílio Brasil, que vai possibilitar que o governo federal possa definir o valor de R$ 400,00 para o programa que vai substituir o Bolsa Família. No primeiro turno da votação, o Governo Federal venceu com a apenas 04 votos e no segundo turno a diferença foi maior e atingiu 15 votos. A pressão feita pela direção dos partidos PDT e PSB contra os deputados que votaram no primeiro turno favorável ao Auxílio Brasil, para no segundo turno votar contra, o que a princípio possibilitaria a derrota do governo, mas outras adesões partidárias deram margem maior para a aprovação.

De acordo com o Congresso em Foco, a bancada maranhense de 18 deputados federais foi favorável em sua maioria a PEC do Auxílio Brasil com 12 votos, 04 foram contra e os deputados João Marcelo de Sousa e Rubens Pereira Junior decidiram não participar da votação com as suas ausências.

Votaram a favor da PEC os seguintes deputados: Aluísio Mendes, André Fufuca, Cleber Verde, Edilázio Junior, Gil Cutrim, Josimar de Maranhãozinho, Josivaldo JP, Júnior Lourenço, Juscelino Resende, Marreca Filho, Pastor Gil e Pedro Lucas Fernandes.

 Votaram contra os deputados: Bira do Pindaré, Hildo Rocha, Márcio Jerry e Zé Carlos.

                                             Governo do Maranhão não acreditou em Gastão Vieira

O Governo do Maranhão que era contra a PEC do Auxílio Brasil, não acreditou no suplente Gastão Vieira, o que possibilitou o seu afastamento do legislativo federal, tendo o titular do mandado Márcio Jerry ter sido exonerado do cargo de Secretário de Estado de Cidades para reassumir o mandato votar contra PEC, e hoje será renomeado para a mesma Secretaria de Estado e Gastão Vieira voltará a sair da suplência para o exercício do mandato.

Fonte: AFD

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *