Locadora recolheu mais 40 camburões da PM por falta de pagamento e teme calote do governo

As informações são de que mais 40 viaturas da Policia Militar foram recolhidas ontem em São Luís pela empresa locadora dos veículos, por falta de pagamento dos aluguéis. Antes um número bem superior já havia sido recolhido por inadimplência do Governo do Estado. Em alguns batalhões, os militares passaram pelo constrangimento de tirar pertences e armas da Polícia Militar para entregar a viatura para empresa locadora. Em uma unidade foram retiradas de circulação 10 camburões.

Apesar do Comando Geral da Policia Militar fazer silêncio em torno do fato e o governo muito mais, a verdade é que de há muito a Policia Militar vem passando por dificuldades financeiras, sendo a maior para garantir o pessoal nas ruas com deficiências para abastecimento e manutenção. A instituição vive na penúria, reflexo que desnuda a crise financeira em que se encontra o Estado, que depois de aplicar rombo de R$ 1,5 bilhão no FEPA, mais de R$ 500 milhões no FUNBEN, mais de R$ 200 milhões na EMAP, sem falarmos nos empréstimos internacionais, não consegue sustentar mais as suas fantasias e muito mais a do R$ 623 milhões para pagar precatório.

Pelo que se informa a locadora das viaturas da Policia Militar tentou receber o dinheiro lhe devido, mas sempre esbarrou no amanhã e assim vinha seguindo até ela tomar uma atitude e recolher os veículos locados. Caso o governo não tome uma atitude para reparar o calote, o grande prejudicado será o povo, que acabará sofrendo as consequências com a ausência da polícia Militar das ruas.

No interior a Polícia Militar vive em plena penúria

 Se na capital o problema é gravíssimo, no interior os batalhões estariam com mais de seis meses sem receber repasses e todos endividados. Tem comandante de unidade que não vai às ruas por constrangimento ao encontrar credores, sem que qualquer informação de quando vai honrar compromissos. A verdade é que a Segurança Pública estava acamada e pela acentuada doença dever ser internada na UTI.

 

 

 

Antonio rodrigues neto

É lamentável que a segurança pública do Maranhão esteja passando por tal problema esta ao governo federal intervir legitimamente esta o governo federal intervir na segurança e na gerência do governo maranhense

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *