Governo do Maranhão afronta a lei e o CRM com médicos cubanos sem registro profissional

O médico Abdon Murad, presidente do Conselho Regional de Medicina vem cobrando do secretário Carlos Lula, da Saúde do Estado, a imediata retirada de médicos cubanos, que estão atuando ilegalmente nas UPA’s da capital e do interior e até no hospital Carlos Macieira. Os cubanos não têm seus diplomas revalidados no Brasil e nem registro no Conselho Regional da Medicina, o que demonstra que estão exercendo a medicina ilegalmente e infelizmente com o respaldo do Governo do Estado, que se contrapõe aos princípios emanados da lei, destaca o CRM.

O governador Flavio Dino tentou atropelar o Conselho Regional de Medicina, quando ingressou na Justiça Federal com uma ação com pedido de liminar, para que médicos formados no exterior e sem revalidação do diploma obtivessem registro profissional para o exercício profissional. A Justiça Federal indeferiu ação, mas mesmo assim o governo já colocou médicos cubanos na capital e no interior do estado.

O presidente do Conselho Regional de Medicina voltou a solicitar providências ao secretário Carlos Lula, da Saúde do Estado, observando que a contratação de médicos sem revalida é ilegal e uma afronta aos princípios emanados da lei, que para quem já foi juiz e quem é advogado sabe perfeitamente que se trata de um desrespeito a lei.  Caso não haja uma reparação imediata para a correção da ilegalidade pelo Governo do Estado, o presidente do CRM do Maranhão, Abdon Murad em consonância com o Conselho Federal de Medicina ingressarão com ação para a reparação pela Justiça Federal, de uma verdadeira afronta que está sendo praticada no Maranhão.

Para o secretário Carlos Lula, atualmente dirigente do Conselho de Secretários de Saúde Estaduais do Brasil, um fato de tal natureza gera desconforto e afeta a própria credibilidade do dirigente, principalmente quando se tenta impor pessoas não habilitadas para o exercício profissional da medicina.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *