Flavio Dino oferece jantar a acadêmicos e pedirá para suceder o pai na Academia Maranhense de Letras

O governador Flavio Dino, como candidato à Academia Maranhense de Letras quer ocupar a cadeira que foi do seu pai, o jornalista, advogado e escritor Sálvio Dino. O governador faz uma campanha diferente das tradições, que se constituíram em marcas de todos os que disputaram eleições e que saíram vencedores. A maioria fez uma peregrinação visitando todos os acadêmicos, levando a cada um deles, suas obras literárias e as suas aspirações em se constituir imortal da Academia Maranhense de Letras. Outros eram acompanhados por patronos das suas candidaturas, mas a verdade é que a maioria segue sempre a tradição.

No caso do governador Flavio Dino, a estratégia é outra e com um convite foi feito aos acadêmicos para participar de um jantar oferecido por ele. Na ocasião, ele irá registrar o motivo do seu desejo em herdar a cadeira que foi do seu genitor e deverá apresentar suas obras, em que se destaca Crimes e Infrações Administrativas Ambientais, livro escrito em parceria com o seu irmão, o procurador federal Nicolao Dino Neto e o desembargador federal Ney Belo Filho.

A grande expectativa do próprio candidato é sobre o número de membros da Academia Maranhense de Letras se farão presentes ao pomposo jantar, que acima de tudo será uma prévia sobre a aceitação do nome do governador Flavio Dino para a Academia. Existem cinco candidatos inscritos, dentre os quais pelo menos dois escritores reconhecidos e com obras literárias importantes.

Fonte: AFD

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *