Empresa de réu na Lava Jato já faturou R$ 382 milhões no governo Flávio Dino

Levantamento da Folha do Maranhão aponta que uma empresa do Rio de Janeiro, com filial no Maranhão, já ganhou R$ 382.945.743,74 para fornecimento de alimentação na gestão de Flávio Dino. Agile Corp Serviços Especializados anteriormente chamada de Masan Serviços Especializados é da família do empresário de Marco Antônio de Luca — que passou uma temporada na cadeia, acusado de corrupção e organização criminosa pela Operação Ratatouille, braço carioca da Lava Jato, e já admitiu ter pagado propinas ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), para ser favorecido em “negócios” com o Estado.

Marco Antônio de Lucca teria pago quase R$ 17 milhões para favorecer contratos da Masan, antigo nome da Agile Corp Serviços Especializados, apesar da troca de comando no governo estadual os contratos permaneceram, é o que afirma o Ministério Público Federal.

CONTRATOS

No Maranhão, a empresa opera com ambos nomes desde o início da gestão de Flávio Dino. Segundo o Portal da Transparência do governo do Maranhão, a maioria dos contratos são assinados com a Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP).

Segundo o levantamento da Folha do Maranhão, os contratos junto à SEAP são para fornecimento de alimentação para presos e funcionários da unidade prisionais.

Ainda de acordo com o levantamento, a empresa mantém contrato com a Secretaria de Estado da Segurança (SSP) e a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (SEDEL).

EMPRESA

Apesar de operar com o mesmo nome, a empresa Agile Corp Serviços Especializados possui contrato com dois CNPJs; 00.801.512/0001-57, registrando na cidade Duque de Caxias no Rio de Janeiro, onde fica a sede da empresa. O outro CNPJ de número 00.801.512/0010-48 está registrado como filial da empresa no bairro do Tibiri, em São Luís.

Existe ainda o CNPJ de número 00.801.512/0004-08 também registrado em Sã Luís, porém, segundo dados da Receita Federal a empresa foi dada baixa no dia que segundo 23 de setembro do ano passado.

Ainda de acordo com os dados da Receita Federal, a empresas que ainda operam no Maranhão estão em nome de: Gra Participações e Serviços Eireli, Sepasa Serviços e Participações S/A e Jose Mantuano de Luca Filho que aparece como administrador, também foi detido pela Polícia Federal no Rio de Janeiro.

VALORES

Em 2015, primeiro ano de contrato com a gestão de Flávio Dino, a empresa ganhou o valor R$ 35.127.865,14, usando o nome antigo do grupo, Masan Comercial Distribuidora Ltda, que era filia da Masan Serviços Especializados com sede no Rio de Janeiro.

Levantamento da Folha do Maranhão aponta que em 2016, a empresa fechou contratos com a gestão de Dino usando os dois nomes e os três CNPJs do grupo, chegando o ao valor de R$ 60.037.294,99 recebidos.

Foram pagos ainda o valor de R$ 62.002.537,08 referentes aos contratos de 2017, R$ 60.287.885,12 correspondente ao ano de 2018.

Em 2019 a empresa elevou o montante recebido pelo governo do Maranhão, fechando o ano com R$ 71.582.555,65. A empresa bateu seu recorde de valores recebidos no passado, um total de R$ 85.907.607,74 só em 2020.

Segundo o Portal da Transparência de Maranhão, nos 52 dias que já se passaram em 2021, a empresa já levou o montante de R$ 7.999.998,02.

A Folha do Maranhão apurou ainda que se todos os valores que foram empenhados a empresa fossem pagos, as cifras chegariam próximos de meio bilhão de reais.

Portal da Transparência do Maranhão e Valores repassados a empresa por ano

Fonte: Folha do Maranhão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *