Caema instala criadouro de aedes aegypti para com o covid-19 colocar mais vidas em risco

Que a Caema é uma empresa altamente incompetente e que desrespeita direitos dos consumidores é uma verdade inquestionável.  Que disputa com a prefeitura de São Luís para ver quem mais mantém buracos em toda a ilha de São Luís, e que possibilita doenças, com destaque atualmente para dengue, não tenhamos dúvidas.

No momento em que a pandemia do covid-19, ainda é de risco, há mais 04 meses a Caema abriu um buraco na rua Antonio Raiol ao lado do Mercado Central para fazer serviços na rede de água. O serviço foi simplesmente abandonado e água potável que faz muita falta em centenas de bairros de São Luís ficando jorrando todos os dias. Algumas pessoas que trabalham nas imediações relatam que de vez em quando chega um veículo da empresa, os funcionários verificam o local e dizem que retornarão no dia seguinte e assim o desperdício aumenta cada vez mais.

Não tenhamos dúvidas de que o desperdício causado pela irresponsabilidade dos gestores da Ceama e omissão do governo do estado é pago por todos os demais consumidores, que são embutidos nas contas, inclusive os mais explorados são aqueles que não recebem o produto e obrigados apagar pelo desperdício.

No momento em que em São Luís, o covid-19 é uma realidade séria e riscos sérios diante do aumento das contaminações e das advertências de epidemiologistas, com a dengue sendo incentivada por uma instituição pública é um problema da maior seriedade e que não pode ser ignorado pelas autoridades. O local onde está instalado o criadouro da Caema é de trânsito muito grande de pessoas com o fluxo acentuado de usuários de transportes coletivos, com uma parada, ao lado oposto ao criadouro.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *