Atriz Juliana Paes assume campanha contra o feminicida goleiro Bruno

A atriz global Juliana Paes resolveu encabeçar uma campanha no sentido de que o goleiro Bruno não seja contratado por nenhum clube de futebol.

Juliana diz que se inspirou em um vídeo da jornalista Jessica Senra, que viralizou esta semana, em que ela defende a imoralidade de colocar um condenado por feminicídio em uma posição de ídolo.

Para tanto, a atriz deu início a hashtag #meuidolonaoefeminicida.

“Jessica Senra me surpreendeu e me comoveu com a sua coragem, ousadia e inteligência ao defender seu posicionamento contra um clube de futebol que desejava contratar o goleiro Bruno, condenado por um crime bárbaro de assassinato à mãe de seu filho”, disse a atriz na legenda de uma selfie em preto e branco. “Eu como mulher, e defensora da causa da violência contra a mulher, queria dizer que estou muito orgulhosa de você, Jessica . E queria convidar todos meus seguidores, pessoas e marcas, a verem o vídeo completo do seu discurso e compartilharem uma foto nos seus perfis com a hastag #meuidolonaoefeminicida para que mais pessoas vejam essa história”.

A campanha entende que Bruno, após o cumprimento de sua pena, tenha o direito de refazer sua vida, mas não na condição de “ídolo”.

Noutras palavras, ele que vá trabalhar em outra profissão e que recomece sua vida da ‘estaca zero’.

Jornal da Cidade Online

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *