Alexandre de Moraes rejeita pedido do PL e multa o partido em 22 milhões

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes, acaba de rejeitar o pedido do PL sobre a verificação das urnas. Na mesma decisão, ele determinou a condenação do partido ao pagamento de multa de R$ 22,9 milhões por litigância de má-fé. Moraes também determinou o bloqueio e a suspensão dos fundos partidários da coligação de Bolsonaro até o pagamento da multa, assim como a instauração de procedimento administrativo sobre “eventual desvio de finalidade na utilização da estrutura partidária, inclusive do Fundo Partidário, em especial no que se refere às condutas de Valdemar Costa Neto e Carlos Rocha” — autor do estudo do Instituto Voto Legal.

Jornal da Cidade Online

O seu endereço de e-mail não será publicado.