Ações dos 100 dias de Eduardo Braide desorientam Flavio Dino que assume oposição ao prefeito

           A maneira dinâmica, séria e determinada com que o prefeito Eduardo Braide assumiu a direção da prefeitura de São Luís, mostrando inclusive o diferencial, de que não irá se situar no passado, mas que o seu objetivo primordial é construir um presente dentro dos interesses coletivos, semeando um futuro de construções com o povo de São Luís.

O governador Flavio Dino, ainda não conseguiu digerir a derrota imposta por Eduardo Braide ao seu candidato Duarte Junior, conhecido como “Filho do Povo”, mas quem na verdade, o grande derrotado e logo em seguida enfrentou dissidências no grupo que lhe dá sustentação política foi o dirigente do executivo estadual.

Flavio Dino embora seja governador do Maranhão vive mais concentrado no contexto político nacional com as suas atenções voltadas para o presidente Jair Bolsonaro. Na avidez de criticar o presidente da república comete erros maiores e dá muitas demonstrações de indiferença ao Maranhão.

Com um novo quadro que se desenha para as eleições de 2022, Flavio Dino vê com bastante preocupação, diante das dissidências no seu grupo e delas surgirem dois candidatos a governador e ele como candidato a senador terá que enfrentar dois candidatos, sendo um deles, o da oposição, que também terá candidato ao governo.

Com a sua acentuada perda de popularidade e falta de um mínimo de sensibilidade em ver a crescente fome e miséria com os avanços expressivos da pobreza extrema no Estado, o dirigente do executivo estadual , neste período de pandemia ainda, não soube dialogar com o povo, muito pelo contrário o tratou com um exacerbado autoritarismo e resposta veio nas urnas e se não souber se reaproximar, não escapará de outra taca.

Agora tenta fazer oposição ao prefeito Eduardo Braide através do “Bloco Unidos Por São Luís”, da Câmara Municipal, que conta com 10 vereadores para embates com a situação no Legislativo Municipal. A ideia é tentar causar prejuízos para o povo de São Luís, o que é bem difícil. Pelo que se fala e com observações bem procedentes, não vai demorar muito para que alguns membros busquem abrigos em outros grupos.

A verdade é que Flavio Dino teme um crescimento bem acentuado de Eduardo Braide, não apenas na Grande São Luís, mas em todo o Estado e possa se constituir como um fiel da balança para a decisão das eleições de 2022 e dentro do contexto ele possa complicar o futuro político do governador.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *