A prefeitura de São Luís assumirá a Maternidade Maria do Amparo como assumiu a Maternidade da Cidade Operária?

A informação de que a Maternidade Maria do Amparo seria fechada em decorrência da prefeitura de São Luís não repassar recursos de um convênio com a casa de saúde, proporcionando um atraso salarial de 04 meses das equipes médicas que fazem os partos, acabou proporcionando uma indignação geral não apenas em São Luís, mas em todo o Estado.

Na sessão de hoje da Câmara Municipal, o vereador Gutemberg Araújo informou ao colegiado do legislativo e naturalmente tornou público, que a prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Saúde vai assumir os setores internação e partos da Maternidade Maria do Amparo, através de um contrato, ficando os serviços ambulatoriais por conta da direção da casa de saúde.

O vereador Gutemberg Araújo não se ateve aos 04 meses de repasses de convênio não honrados pela prefeitura de São Luís e como será feito o pagamento das equipes profissionais, que ficaram durante o referido período sem receber os seus salários.

O vereador Cézar Bombeiro vê com muita desconfiança o acordo proposto pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o secretário Lula Fylho, principalmente que a realidade mostra que. a maioria das unidades municipais de saúde estão sucateadas e a enfrenta falta medicamentos. A sua preocupação é que a Maternidade Maria do Amparo ao longo de toda sua história se transformou em uma casa de saúde de referência, principalmente nos atendimentos de mães pobres e humildades, as quais tiveram os seus filhos no local, recebendo tratamento digno, sério e recheado de amor. Acreditar que, o atendimento e tratamento dispensado as mulheres vão continuar é um risco muito sério, afirmou Cézar Bombeiro.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior tem feito um silêncio sério, sobre o abandono das obras da Maternidade da Cidade Operária. Já teriam sido gastos mais de R$ 3 milhões e as obras foram abandonadas. Apesar de denuncias e cobranças de vereadores da bancada da oposição, inclusive levadas ao conhecimento do Ministério Público e os Termos de Ajustes de Condutas assinados com a prefeitura de São Luís, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, mostra forças e vai atropelando quem surgir em defesa da construção da Maternidade da Cidade Operária.

 

 

 

 

 

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *