A Igreja de São João corre sérios riscos com a indiferença do poder público para reforma

A Igreja de São João Batista, no centro histórico da cidade e um dos tradicionais templos seculares da Igreja Católica no Maranhão e de profissão de fé de centenas de fiéis diariamente, com a exceção de um dia da semana em que é fechada, mas com a realização das tradicionais celebrações matutina e vespertina.

Quando se fala sobre a preservação do acervo arquitetônico de São Luís, que foi importante para que a nossa capital fosse reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, surgem muitos comentários e discursos políticos favoráveis, mas na prática nada avança.

Quem observar a parte externa do templo e com maior atenção para as duas torres, pode ver claramente, que o reboco já está desgastado e que aos poucos vai caindo, além do surgimento de plantas, que é fator de infiltração e pode perfeitamente se constituir em perigo bem maior.

A tradicional Igreja de São João Batista, embora seja patrimônio da Arquidiocese de São Luís é integrante do acervo cultural da nossa capital, o que implica em responsabilidade dos poderes públicos municipal e estadual.

Por ocasião do recente festejo de São João Batista, muitos fiéis manifestaram preocupação e registraram que há, a necessidade de formação de uma frente de homens e mulheres e todos os cristãos para uma luta em defesa dos templos do centro histórico. Devem ser manifestações públicas de cobranças para a recuperação das Igrejas, que inclusive fazem parte da propaganda pública para o turismo.

Fonte: AFD

Afonso José

MEU NOBRE não VAI muito LONGEM. a Igreja Durcamo ali na praça JOÃO. Lisboa já tem uma floresta em cima DELA,olha que a reforma da praça ta recente os caras não tão NEM Aí.É BRINCADEIRA. 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *